Blog Della

An artistic blog

São Bernardo do Campo, SP, Brasil

Intervenções urbanas que levantam a questão ambiental e os espaços públicos da cidade

    Parece que 2019 é o ano dos canudos, somos os Brasileiros que nos "preocupamos" com o uso dos canudos comprando os novos canudos de madeira embrulhados em plástico, sem deixar de aceitar a sacolinha, obrigada. Acontece que diversos artistas trouxeram não apenas para a discussão o uso do plástico mas várias outras questões ambientais e de espaço público para a cidade. Trouxe três obras que interferiram diretamente na cidade e nos trouxeram a tona essas questões.

Bijari - Carro verde


   Esse trabalho me atravessa de diversas formas, inicialmente pensei na possibilidade do coletivo estar criticando a natureza que deveria crescer naturalmente mas não cresce mais pois não tem espaço porém o crescente número de carros na rua e também a produção que não para dos automóveis, inclusive muitos abandonados que brotam do nada. Após analisar e pesquisar mais um pouco, quantas vezes não pude brincar na rua por conta dos carros ou mesmo sentar-me na calçada para conversar porque na calçada estava um veículo, quantas pessoas dirigem os carros sozinhas diariamente e poderiam estar juntas em um coletivo ou oferecendo caronas (claro, o gerenciamento dos transportes públicos não colabora), quantos espaços para o convívio temos na cidade? Quantos desses espaços são cuidados e estão de fato disponíveis e em condições para o convívio?
   O grupo trabalha "no limite da lei" como o artista Geandre Tomazoni diz em entrevista a TV Cultura e de fato, um dos carros verdes foi guinchado certa vez, o grupo não tinha autorização. Mas a ação do carro ter sido guinchado é fenomenal, confesso. O estado não vê os carros como arte mas ele é visto assim pelo grupo, dessa forma, é preciso que eles tenham que pensar nisso antes. Também em um teaser o artista comenta que a comunidade em diversos momentos passava a cuidar das plantas, regar e quando alguém vinha tirar alguma muda, o convidavam a trazer mais e não a tirar. O carro tornou-se parte da comunidade e pode ter trazido um senso de união e cuidado que não se tem também com as próprias ruas e plantas que crescem nela.
 O luxo cedo ou tarde vira lixo
  Pesquisando sobre dei de cara com uma pergunta que me fez refletir, " Se essa instalação estivesse em outro espaço, em uma floresta por exemplo, teria o mesmo impacto? Teria a mesma interpretação?"



Pierre Fonseca - Vecana


   Você acorda e vai fazer suas compras no mercado, no percurso encontra naquela árvore de sempre uma placa de metal com o logo de uma empresa "Vecana", com número de lote e escrito que a árvore estava reservada para corte. Sim, aquela árvore que esta na sua rotina e você não percebe? Ela será cortada e você, esta sendo avisada. Não que você tenha reparado na árvore, talvez você até já tenha deixado algum lixo cair perto dela e não recolheu, talvez se já tivessem cortado sem te avisar você nunca teria notado a diferença. 
   Ao ir em busca da empresa você encontra um site dela, todo criado e com o logo escrito "Compra e venda de árvore", ainda em meio aos textos encontramos frases que colocam a empresa como "ecologicamente correta" (?????), tudo é muito sério e é exatamente pelo teor sério que ela causou repercussão em Brasilia, onde as placas foram instaladas.

Proporcionam madeiras para a fabricação de móveis e produtos de alta qualidade e acabamento, que por sua vez são a tradução do requinte e do bom gosto do exigente mercado Europeu. Mas infelizmente, devido a uma cultura de desmatamento sem a preocupação com uma extração sustentável, essas espécies se encontram em via de extinção.
  Devido à alta procura por essas madeiras no mercado e ao alto valor agregado aos commodities naturais, nós do grupo Vecana identificamos um grande número dessas espécies residentes nos espaços urbanos de diversas cidades brasileiras, propícias a suprimir à demanda desse material para a exportação. Sendo assim, firmaremos o acordo de suprir esse excelente material para o exterior e consolidar o cumprimento de contratos já estabelecidos, colocando assim o Brasil como o maior exportador de madeira de excelência e qualidade.

    A repercussão foi tanta que moradores ligaram para a prefeitura, mídias e jornalistas que fizeram grandes matérias falando sobre a má gestão e cuidado das árvores e meio ambiente na cidade, o site chega a ser sádico pois em seus textos, como o acima, brinca com as questões éticas e de forma esdruxula sobre a negociação dos bens brasileiros. Considero esse trabalho genial. A ultima página ainda finaliza com a frase "Sempre vida sempre verde". Também tenho questões com o nome do projeto "Vecana" que toda vez que ia pesquisar o google tentava me corrigir para "Vegana" e de fato né mores, não existe a morte de animal nenhum nesse processo (rindo de nervoso).
    A pergunta que faço agora é: enquanto estamos discutindo esse trabalho, quantas árvores brasileiras estão sendo reservadas e não sabemos?

Eduardo Srur - Trampolim


“Senhor, fica calmo, que esse indivíduo que o senhor tá vendo aí é um boneco." Foi desta maneira que a Polícia Militar tranquilizou a população sobre a intervenção urbana Trampolim que esteve instalada em diversas pontes que cruzam o poluído rio Pinheiros desde o dia 19 de setembro - Dia Mundial da Limpeza da Água.
   Quando li e vi as fotos dessa intervenção também achei fenomenal, mas provavelmente se eu tivesse passado do lado teria achado aterrorizante exatamente por saber as condições que temos em nossos rios, ver uma possível pessoa prestes a pular em um rio desses para mim, é quase um suicídio. Acontece que as pessoas não são pessoas, mas sim bonecos super realistas criados pelo artista e colocados estrategicamente para que possamos reparar e pensar sobre nossos rios e as possibilidades que teríamos se eles não estivessem nas condições que estão.
   O mostra ocorreu em 2014 se chamou "As margens do Rio Pinheiros" em parceria com a Associação Águas Claras do Rio Pinheiros e sabemos que o Rio Pinheiros é um dos mais sujos do país,
   O artista já é conhecido por suas obras que chamam atenção para as questões ambientais e poluição. Neste mesmo rio já colocou garrafas pets GIGANTES, e essa preocupação está surgindo apenas agora né?!

Conhece algum outro artista e obra que tratam do assunto? Comente!

Quer ficar atualizado do conteúdo do blog? Participe do elenco cadastrando seu e-mail.



* indicates required



/

( dd / mm )
Interesses





Comentários

  1. Incrível! Estão surgindo muitos artistas que trazem à tona questões sociais como essas. Muita gente não percebe a importância que essas pessoas têm e nem sequer dão valor às obras de arte que mostram essa questão. Seu post ficou incrível e seu blog é maravilhoso! ❤

    ResponderExcluir

Postar um comentário

back to top