7 Atitudes que já critiquei e agi igual

agosto 25, 2017

Fonte: Allthefreestock - pic by Issara Willenskomer

      Sabe quando criticamos alguém por certa atitude e depois percebemos que agimos da mesma forma? Que azedo na boca não é mesmo? Fiz um mural da vergonha para percebermos que erros são normais, normal é não tentar concerta-los e se melhorar.  
    Eu jurava que o nome disso fosse "Hipocrisia" porém fui pesquisar o significado no dicionário e me deparei com algo que não é o que eu procurava:
Hipocrisia: Fingimento de bondade de ideias ou de opiniões apreciáveis.
   E na real não sei se é exatamente isso o que quero, mas enfim. Esse post é para lhes mostrar que não sou perfeita e as merdas que já fiz. Listo 10 atitudes que critiquei mas que já fiz igualzinho e merecia uns belos tapas na cara por ter criticado a atitude do outro.
   Me envergonho disso mas entendo que faz parte, fico feliz que reconheci e hoje busco me melhorar.

Fingir estar dormindo no ônibus

    Podem tacar as pedras porque já fiz isso e já fui a que critiquei. Existiram dias que eu acreditava que meu cansaço ou dor eram maiores do que o senhor que entrava no ônibus, simplesmente fechei os olhos e fingi que não vi. Assumo, me envergonho, mas não vou ser hipócrita e dizer que nunca fiz, porque já rolou sim senhora! Foram raras as vezes mas aconteceu e hoje me observo para que a preguiça e falta de educação não surjam novamente.

Ciumes

    Pensa em alguém que quando percebe que o outro tem ciumes, fica nervosa! Mas pensa em uma pessoa ciumenta! A resposta é "Bruna" para ambas. Odeio sentir que estão me prendendo, mas odeio a sensação de achar que estou perdendo e isso não faz sentido algum porque ninguém é de ninguém e indas e vindas fazem parte. É algo que estou desconstruindo e meu ciumes não é mais como antes, mas isso não me da o direito de apontar o dedo para o outro ou ficar irritadinha com o ciumes do outro.

Pensar que é a ultima bolacha do pacote

    Aos estrangeiros que me acompanham: when sb thinks she/he is the 'last wafle of the package' means she thinks she is the best and the only good option. Quem nunca comentou "Nossa, fulano pensa que é a ultima bolacha do pacote?" criticando a atitude egocêntrica da pessoa, eu já! E pior: já me senti assim também. Quando percebo que to me sentindo assim, faço questão de colocar-me no lugar de volta porque atitudes assim são horríveis e o tombo sempre é mais alto.

Meu irmão não ajuda nas tarefas de casa

    Só Deus ( e meus pais) sabem o quanto já critiquei meu irmão por ele não ajudar em casa. Mas nesse ultimo mês, só Deus (meus pais e irmão) sabem o quanto estou ausente e relaxada com os afazeres domésticos. Faço quando alguém pede ou quando bate a inspiração, mas acabei deixando sair da rotina o "ajudar" (que é obrigação). Shame on me, estou reorganizando o schedule para que volte a ser a filha dedicada como sempre fui.

Faltar muito nas aulas e criar teorias para as faltas dos outros



    A real é que: não sabemos qual o motivo a pessoa esta faltando tanto e ficar revirando os olhos ou a julgando quando a mesma aparece ou desaparece é muito feio. Estou precisando faltar em algumas aulas da faculdade e quando reapareço as pessoas me perguntam em tom de "e ai preguiçosa, não veio por quê?" quando na verdade eu estava resolvendo pepinos particulares, que podem envolver falta de grana para ir a faculdade, doente e a própria facul (meu caso no processo do tcc). Agora percebo o quanto é incomodo essas perguntas e suposições sobre o que você esta fazendo com suas manhãs que não esta na aula. E sim, eu era dessas que fazia essas suposições.

Julgar uma mulher pela roupa que veste

    Hoje é algo de outro mundo e me da muita preguiça quando alguém comenta da roupa do outro, mas isso é hoje. Uns anos atrás, eu era a pessoa que se me perguntassem sobre a roupa da amiguinha, diria ser muito vulgar ou inapropriada, com tom de incomodo, como se o que a outra veste me atrapalhasse em algo. A grande questão não é o "hoje não faço mais" e sim o "hoje eu critico quem faz", porque na real, criticar ou julgar quem esta julgando da na mesma sabe? Estou começando a entender que de nada adianta eu ficar irritada com quem vem comentar coisas do tipo comigo, mas muda alguma coisa perguntando o "Por quê te incomoda?" e depois "Mas por quê?" e depois "Por quê?" e no final, a própria pessoa percebe que não tem cabimento esse incomodo todo, mas isso, é algo que eu precisei passar e não posso ficar irritada porque o outro ainda não passou por isso. Julgar a roupa ou julgar a pessoa que julga a roupa, é julgamento da mesma forma né não?!

Ficar desmotivada com algum projeto e continuar nele

     "Não faz sentido a pessoa não querer estar ali e continuar lá, atrapalhando". Certo? Errado! Sempre levantei esse ponto quando alguém parecia não estar contente com o lugar que estava e só aprendi que as vezes a vida nos força a estar em situações assim depois que me vi nela. Já estive muito infeliz em algo que fazia mas por motivos diversos, me vi obrigada a continuar lá e óbviamente meu rendimento caiu, minhas ideias sumiram, fiquei doente frequentemente, não conseguia sorrir e infelizmente não vi outra opção além de: continuar. Claro que a longo prazo isso me fez muito mal mas era algo necessário no momento e achar que o outro faz o que não gosta/quer é por puro orgulho, é muita falta de empatia.

Blogueiras que visam receber coisas

    Iniciei o Cappuccino E Bobagens com a melhor das intenções, iniciei o Encontro Solidário de Blogueiros com a melhor das intenções. Sinceridade. Mas depois me vi irritadinha com blogueira X, chateada por não ir a eventos, aceitando produtos que nada tinham haver comigo, e tudo isso pelo simples fato de sentir prazer em estar recebendo algo e fazendo parte desse mundinho. Julguei muito blogueiras que faziam isso mas me vi nessa situação e quando me dei conta disso, tive que dar um tempo para tentar me reencontrar até que a vontade de blogar pela simples vontade e alegria de compartilhar voltasse. Cá estou novamente. Mas tentando ao máximo não julgar e não entrar em briga nesse meio, não vale a pena e chega até a ser compreensível.

   Conforme vou me conhecendo, surgem mais itens para adicionar a lista e quando surgir, vejo se crio outro post ou só atualizo esse. A questão é: me sinto aliviada colocando essas coisas para fora. Não com o objetivo de nos julgarmos ou me expor, mas simplesmente de perceber junto com vocês que somos humanos, erramos e não há problema algum nisso se ao percebermos o erro, nos melhoramos. E vocês, teriam algo para colocar nessa lista?

You Might Also Like

1 comentários

  1. Admito que já tive algumas dessa atitudes, principalmente as dos ciumes. Sou ciumenta por natureza e estou a tentar mudar esta parte de mim.

    All We Need Is... | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir

Popular Posts

Desafio Setembro

2a Semana

Café da Manhã: Café + Crepioca
Lanche: Uvas
Almoço: Omelete
Lanche: Iogurte
Janta: Omelete
Exercícios: 10min pulando corda (todos os dias)
Cabelo: Reconstrução
Peso: 95kg - 93kg

Postagem em destaque

Marcas brasileiras do amor

   Virá e mexe algumas marcas veganas surgem em meus feeds e descubro algo novo através de amigos. Por que não compartilhar com vocês alg...