Livro: A Costureira de Dachau - Mary Chamberlain

dezembro 15, 2015

 Sinopse: Uma história de amor, guerra, traição e sobrevivência Passado entre o glamour de Paris e o desespero dos campos de concentração, A costureira de Dachau conta a história de uma mulher traída e abandonada que precisa sobreviver sozinha, em meio às tragédias da maior guerra que o mundo já enfrentou. Suas razões podem parecer suspeitas, e não há certeza de sua inocência… Cada pessoa passa por uma guerra pessoal, qual seria a de Ada Vaughan? Quando Ada por fim acredita estar em sua busca por redenção é que o passado bate à sua porta. Forçada a enfrentar seus fantasmas e os segredos de sua vida que tanto buscara superar, ela será obrigada a decidir entre a verdade e a sobrevivência.

 Editora: Ediouro
 Selo: Agir
 Autor: Mary Chamberlain
Ada provavelmente me mataria por não ter passado o tecido de fundo. Blame on me.

 Vamos ao tema principal e cutucar a ferida que anda dói e intriga muita gente Hitler, 2ª Guerra Mundial e as mil pessoas que desapareceram ou sofreram por isso. Lendo essa história, percebi que é muita hipocrisia da minha parte pensar em Hitler, pensar nessa puta guerra e falar "Caralho, muita gente morreu" ou "Nossa, muita gente sofreu com isso" sendo que não é só isso, foram pessoas, vidas, sonhos e muitas pessoas com histórias incriveis que poderiam ser contadas que se perdeu em um caminho sem volta. Esse livre me fez refletir até sentir que estava enlouquecendo

 Ada é uma garota que tem o sonho de ser uma costureira famosa, de ter seu nome "Vaughan" a altura de "Chanel" e ela se esforça trabalhando muito para um dia conseguir. É lindo ver o quanto ela acredita em seu sonho e o quanto ela é apaixonada pelo que faz. Confesso que fiquei morrendo de vontade de sair por aí sentindo os tecidos, tentando entende-los e ter o olhar que ela tem sobre cada peça but, isso não é para mim e resolvi olhar desta forma para o teatro, o que confesso após ter começado a notar nos pequenos detalhes como ela, ficava emocionada a cada passo que dava no palco.



 Sabe aquelas garotinhas, tipo eu, que se apaixonam pelo primeiro carinha que é simpático com ela? Pois é, a Ada é deste jeito e se encantou logo por um boy magia que parecia ser o homem dos sonhos e faz propostas tentadoras como ir para Paris (o sonho dela e de qualquer um né?). E mesmo com os diversos avisos dos pais sobre a Guerra que estava prestes a chegar e com o aviso da sua chefe sobre esse homem que parece suspeito, afinal, chegar assim do nada em tempos de guerra, super tranquilo e na vibe de viajar é meio estranho. Mas né, quem nunca fez merda por uma paixonite que atire a primeira pedra. A Ada foi toda apaixonada à Paris, com o boy que ela jurava ser seu futuro marido.

 Um tempo se passou e nada do boy que se diz conde, não pede ela em casamento. Mas tudo bem, ela uma Lady com toda a certeza iria ficar com ele para sempre, ela não a trocaria por outro homem. Até que em uma manhã ela acorda e puff, cade o tal conde? Foi quando ela se tocou que a guerra realmente havia chego e ela estava sozinha.
 Não entrei em detalhes sobre tudo o que rola e não entrarei sobre o que vem a seguir. Só lhes digo que o final é do tipo "AAAAAAAAAAAAAAAAAH" sim, essa foi a minha melhor definição do final, acreditem. E toda a expectativa que você cria, se vai com a ultima página. Minha mãe não gostou, mas eu apesar de tudo, achei poético e reflexivo.
 Ada é elegante, sensual e tem apenas um sonho, assim como todos nós temos. Lets cry together.

 Se eu recomendo? Bitch, vá agora compra-lo e depois vamos conversar sobre.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Desafio Setembro

2a Semana

Café da Manhã: Café + Crepioca
Lanche: Uvas
Almoço: Omelete
Lanche: Iogurte
Janta: Omelete
Exercícios: 10min pulando corda (todos os dias)
Cabelo: Reconstrução
Peso: 95kg - 93kg

Postagem em destaque

Marcas brasileiras do amor

   Virá e mexe algumas marcas veganas surgem em meus feeds e descubro algo novo através de amigos. Por que não compartilhar com vocês alg...