70 Anos de Mário de Andrade + Selo Nova Fronteira

junho 25, 2015


 Hey pessoinhas, sou eu aqui de novo vindo lhes contar coisas muito boas e deliciosas. Não, não é chocolate, é Café! Um café exclusivo e inédito escrito pelo nosso querido Mário de Andrade. Ainda estou lendo (e falta pouco) mas não poderia deixar um post desse passar batido, muito menos da forma que a Editora Nova Fronteira resolveu comemorar os 70 anos da morte de Mário de Andrade publicando um românce nunca publicado antes do nosso querido poeta, escritor, critico, musicólogo, folclorista e ensaísta brasileiro (conheça mais aqui). 
 Além dessa super comemoração, a Editora ainda comemora 50 anos de um dos maiores catálogos de autores clássicos no mercado (olha que riqueza) e lança pra comemorar a Coleção 50 Anos. Serão 20 livros divididos em quatro lotes. O primeiro já está disponível e conta com Guimarães Rosa (médico, diplomata e um do maior escritor brasileiro de todos os tempos); João Ubaldo Ribeiro (escritor, jornalista, cronista, roteirista e professor); Virginia Woolf (escritora, ensaísta, editora britânica e uma das figuras mais conhecidas do modernismo) entre outros. Nossa, só não coloquei os outros autores porquê estava entrando em depressão de ver o quanto esses caras/escritores eram incriveis. #Chateada. Haha.

 Para comemorar todas essas novidades, resolvi fazer uma lista com os livros recebidos e as futuras resenhas.
A foto não está distorcida, a capa é assim mesmo
 No ano de aniversário dos 70 anos de morte do escritor, a Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), que acontece de 1 a 5 de julho, elege como autor homenageado Mário de Andrade – grande nome da cultura brasileira, figura fundamental do Modernismo. A organização da FLIP ressalta a atualidade do autor: “Mário trouxe questões centrais para novos debates sobre o país, a vida cultural e a literatura.” Segundo Paulo Werneck, curador do evento, “Mário é um autor para o Brasil do século XXI, com vida e obra a serem redescobertas, rediscutidas, postas em debate”. Café – O romance inédito e mais esperado de Mário de Andrade E nesse clima de comemoração estão confirmados vários lançamentos. O principal eles é o inédito Café, que, segundo Mário, seria 


um romance de páginas cheias de psicologia e intensa vida

 Mário morreu em 1945, vítima de um infarto, sem ver publicada o que acreditava ser a sua obra-prima. É com grande orgulho que trazemos a público essa comovente história que tem como pano de fundo a crise do café e as situações e curiosidades sobre as colônias de imigrantes na cidade de São Paulo. A edição conta com um dossiê de imagens que trata dos bastidores do processo de criação do autor; além disso, o texto é fixado pelos maiores especialistas do autor – os professores e pesquisadores do Instituto de Estudos Brasileiros da USP.
 Autor: Mario de Andrade


Fiquei curiosa com o titulo e isso me lembrou uma certa escola de teatro...
 Mario de Andrade publicou Macunaíma, o herói sem nenhum caráter em 1928. Por falta de editora, a tiragem do romance foi de apenas oitocentos exemplares, mas o livro foi festejado pela crítica modernista por sua inovação narrativa e de linguagem. Poeta, contista, romancista, cronista e critico de arte (humilhando de novo), o escritor iniciou sua carreira em 1917 com o livro Há uma gota de sangue em cada poema. Sua segunda obra, Paulicéia desvairada, também de poesia, foi publicada em 1922, ano em que Mário de Andrade participou da Semana de Arte Moderna de São Paulo. Macunaíma é uma obra fundamental para de compreender a literatura brasileira do último século - e de hoje.
 Autor: Mario de Andrade
Alguém mais ama contos?
 O melhor de Mário de Andrade: Nova antologia de contos e crônicas. Neste ano em que a Editora Nova Fronteira completa 50 anos, lançamos, a partir de junho, a coleção intitulada “O melhor de”, que homenageará grandes contistas e cronistas que fazem parte de nosso catálogo. E o estreante da vez é Mário de Andrade, ícone do movimento modernista e autor do romance Macunaíma, o herói sem nenhum caráter, de 1928. Os ingredientes são 14 contos e 14 crônicas, o tempero é variado e vem dele, do próprio Mário, do poeta que escreveu o famoso verso “Eu sou trezentos, sou trezentos-e-cincoenta”. O melhor de Mário de Andrade apresenta um panorama da obra do modernista. Aqui, estão as características mais marcantes de sua escrita: traços nítidos da crítica social e política, o viés memorialista, o experimentalismo linguístico e muitas outras. 
 Autor: Mário de Andrade
Estou lendo junto com Café e nossa, to curiosa! hehe
 Quando Rodney Stone, filho de um oficial da Marinha Inglesa, é apresentado pelo tio aristocrata às emoções das apostas de boxe, são os reflexos rápidos e sua sede de conhecer o mundo que o levam desde os subúrbios de Londres até a alta sociedade inglesa em busca da próxima luta. O que ele não esperava, porém, é que esse brutal passatempo da classe trabalhadora pudesse colocá-lo no meio de uma investigação de assassinato que deixará marcas em seus entes queridos. Com movimentos tão ágeis quanto os socos de um boxeador, sir Arthur Conan Doyle tece um mundo ao mesmo tempo aristocrático e proletário, um romance histórico com toques de mistério gótico sem igual entre suas obras. Com a mesma prosa magnética e instigante que eternizou Sherlock Holmes (babado), Doyle demonstra aqui seu profundo conhecimento da sociedade inglesa vitoriana e sua paixão pela arte do pugilismo, repetidas vezes explorada nos livros e contos do famoso detetive da Baker Street.
 Autor: Arthut Conan Doyle

 Por hoje serão apenas as sinopses, mas fiquem tranquilos que em breve terão resenhas e mais resenhas daquele jeito que mais gostamos: descontraído, sincero e bem divertido. 
 Vocês já leram algo do Mário de Andrade?

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Desafio Setembro

2a Semana

Café da Manhã: Café + Crepioca
Lanche: Uvas
Almoço: Omelete
Lanche: Iogurte
Janta: Omelete
Exercícios: 10min pulando corda (todos os dias)
Cabelo: Reconstrução
Peso: 95kg - 93kg

Postagem em destaque

Marcas brasileiras do amor

   Virá e mexe algumas marcas veganas surgem em meus feeds e descubro algo novo através de amigos. Por que não compartilhar com vocês alg...